Home / Economia / Crise na Grécia: um compromisso difícil é possível, diz Alexis Tsipras
Crise na Grécia: um compromisso difícil é possível, diz Alexis Tsipras

Crise na Grécia: um compromisso difícil é possível, diz Alexis Tsipras

grecia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, está preparado para “um compromisso difícil” com os seus credores internacionais, a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI), e afastou a possibilidade de convocar eleições ou referendos no país.

“Se chegarmos a um acordo viável, mesmo se o compromisso for difícil, vamos enfrentar este desafio porque o nosso único critério é a saída da crise e acabar com a submissão a programas de resgate”, afirmou Tsipras numa reunião esta noite com os seus colaboradores, citado num comunicado emitido pelo Governo grego.

Citado na mesma nota, Tsipras excluiu a opção de convocar eleições ou um referendo sobre as negociações com os credores e garantiu que qualquer decisão – “por mais difícil que seja” – será tomada pelo Governo.

No entanto, o primeiro-ministro grego alertou que, “se o que a Europa quer é a divisão e que se mantenha a submissão”, Atenas “tomará a grande decisão de dizer não e lutará pela dignidade” do seu povo e pela soberania nacional.

“O Governo tem o apoio da população e uma maioria confortável no parlamento. O povo deu-nos a sua confiança para que tomemos decisões críticas e para que façamos uma gestão desta situação difícil”, acrescentou Alexis Tsipras.

Uma delegação grega deverá deslocar-se hoje a Bruxelas para discutir as medidas a adotar e chegar a um acordo com os credores, que permita desbloquear os 7.200 milhões de euros que ficaram pendentes do último resgate, evitando assim um incumprimento de pagamentos. (Notícias ao Minuto)

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*