Home / América Latina / Jaques Wagner rechaça críticas da direita sobre voo de apoio aos golpistas da Venezuela
Jaques Wagner rechaça críticas da direita sobre voo de apoio aos golpistas da Venezuela

Jaques Wagner rechaça críticas da direita sobre voo de apoio aos golpistas da Venezuela


venezuelaviolencia

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, rechaçou nesta terça-feira, 16, as críticas feitas por alguns integrantes da oposição de que o governo brasileiro não estaria se empenhando para garantir o sobrevoo e o pouso de uma comitiva de senadores brasileiros, em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), em apoio aos golpistas da Venezuela.

Questionado se a falta de resposta desde sexta-feira do governo não é uma resposta negativa, o ministro respondeu: “Não mando no governo venezuelano”.

Em visita ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Wagner afirmou não ser verdade que o Executivo não quis ceder o apoio para a oposição. Ele disse que o pedido, “absolutamente corriqueiro” foi feito e está sendo avaliado pelo governo do país vizinho, a quem cabe a decisão final sobre a autorização.

“Qualquer avião da FAB, para sair daqui e ir a qualquer lugar, ele pede ordem de passagem pelo espaço aéreo e para o pouso. Não é verdade que tenha sido negado. O presidente Renan sabe disso, e o presidente Aloysio (Nunes Ferreira, presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado) sabe disso. Eles acompanharam tudo”, afirmou.

Wagner disse já ter feito tratativas para convencer o governo venezuelano a autorizar o voo da FAB, citando os esforços empreendidos por representantes diplomáticos, como o embaixador e o adido militar. Mas destacou que a gestão do país vizinha é soberana para emitir a operação. “Não depende de mim”, disse ele.

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*