Home / Brasil / Protesto denuncia Globo como partido fascista
Protesto denuncia Globo como partido fascista

Protesto denuncia Globo como partido fascista

Manifestantes se reúnem na manhã deste domingo (6) em frente à sede da Rede Globo, no Jardim Botânico, no Rio, em protesto contra a emissora e em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, alvo de um sequestro relâmpago comandado pelo juiz de primeira instância Sérgio Moro, o chefe a “Operação Lava Jato”. Além de cartazes e faixas, os manifestantes trouxeram uma réplica de jararaca, em referência à declaração de Lula após depor à Polícia Federal. “Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo. A jararaca está viva”, disse o ex-presidente em entrevista coletiva na sede do diretório do PT em São Paulo na sexta.

Os manifestantes ainda pedem reação da presidente Dilma Rousseff. Diversos veículos que passam pelo local manifestaram apoio e balançaram bandeiras. Os manifestantes começaram a chegar 40 minutos antes do horário marcado para o protesto. Um ônibus trouxe pessoas de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e um carro de som foi posicionado em frente à sede da emissora. Desde o início, elas bradavam palavras contra a Rede Globo. Em discursos, denunciaram a transformação de uma concessão pública de TV em “um partido facista”. O ex-ministro Edson Santos, que ocupou a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial no segundo mandato de Lula, comparou o momento atual ao “golpe que levou Getulio Vargas ao suicídio”.

 

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*