Home / Brasil / FAO elogia políticas brasileiras de combate à pobreza no campo
FAO elogia políticas brasileiras de combate à pobreza no campo

FAO elogia políticas brasileiras de combate à pobreza no campo

Iniciativas de fomento à agricultura familiar, programas sociais de combate à fome e ações de empoderamento das mulheres no campo foram algumas das políticas citadas pela publicação.

As principais políticas adotadas pelo Brasil nos últimos anos e que contribuíram para tirar o país do Mapa da Fome das Nações Unidas estão reunidas na nova publicação da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO):“Superação da Fome e da Pobreza Rural: iniciativas brasileiras”.

As experiências de sucesso para o fortalecimento da agricultura familiar são alguns dos destaques da publicação. Entre elas, está a implantação de um registro nacional que conseguiu identificar onde vivem e o que produzem os agricultores familiares brasileiros.

Esses dados permitiram a criação de políticas públicas específicas para atender as principais demandas das famílias, como a criação de linhas de crédito que possibilitaram o incremento da produção agrícola familiar e a melhoria da renda.

Outro aspecto abordado foi a necessidade de empoderamento das mulheres rurais, sendo que uma das ações nesse sentido tem garantido o registro civil de mulheres e de suas propriedades. Houve ainda a criação de organismos governamentais específicos para tratar do tema. Atualmente, são elas, na maior parte dos casos, que administram os recursos recebidos em programas sociais.

Mudanças climáticas

Além desses temas, o livro mostrou as medidas adotadas pelo Brasil em relação às mudanças climáticas, a recuperação ambiental e o fomento da pesca e da aquicultura artesanal.

“As experiências apresentadas na publicação estão interligadas às demandas internacionais propostas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e, sem dúvida, são iniciativas que estão a serviço da Cooperação Sul-Sul”, disse o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, durante lançamento da publicação na sessão plenária do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), em Brasília, na quinta-feira (31).

A versão em espanhol do livro, com o título “Superación del hambre y de la pobreza rural: iniciativas brasileñas”, foi lançada na 34ª Conferência Regional da FAO realizada no início de março na Cidade do México.

Durante a IV Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC), ocorrida no início deste ano no Equador, os presidentes da região e outras autoridades receberam um folheto explicativo da publicação.

Na ocasião, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, afirmou que o Brasil, além de compartilhar as experiências, estava aberto a contribuições de outros países.

“Em 2014, o programa Bolsa Família foi reconhecido pela ONU como fundamental para a saída do Brasil do Mapa Mundial da Fome”, disse Vieira. “Reduzimos em 82% o número de pessoas subalimentadas entre 2002 e 2014”, completou, acrescentando que o país tem a intenção de compartilhar suas experiências de êxito nesse assunto e aprender com as boas práticas dos países da região.

Boletim da ONU

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*