Home / América Latina / Brasileiras lançam apoio Bernie Sanders, que criticou golpe no Brasil
Brasileiras lançam apoio Bernie Sanders, que criticou golpe no Brasil
WASHINGTON, DC - DECEMBER 07: Democratic presidential candidate Sen. Bernie Sanders (I-VT) participates in an internet live stream discussion about putting families first in developing immigration policy at his campaign office December 7, 2015 in Washington, DC. Sanders heard from 'Dreamers,' undocumented immigrants who were brought to the United States by their parents when they were children, members of the immigrant LGBT community, and a former hunger striker, all of whom asked the senator to support immigration reform. (Photo by Chip Somodevilla/Getty Images)

Brasileiras lançam apoio Bernie Sanders, que criticou golpe no Brasil

Feministas brasileiras iniciaram, no Facebook, uma campanha de apoio ao senador e pré-candidato democrata à presidência dos Estados unidos Bernie Sanders após ele se pronunciar, na semana passada, de forma contrária às intervenções de derrubada de governos patrocinada pelos Estados Unidos em países da América Latina.

O texto, redigido por Andrea Gorenstein e assinado por diversas feministas, inicia agradecendo Sanders por ele ter “se pronunciado a respeito de questões nunca mencionadas por políticos tradicionais”.

Roberto Stuckert Filho/PR

Em evento realizado em Brasília na última semana, coletivos de mulheres manifestaram apoio a Dilma

Na carta, as feministas ressaltam que “à distância, derrubar um governo e trocá-lo por outra pessoa pode parecer somente uma substituição de peças de xadrez, mas não é. É um ato que afeta profundamente o cotidiano de 200 milhões de pessoas e seu acesso a direitos humanos básicos. Afeta as mulheres imensamente”.

As signatárias também criticam o fato de a senadora Hillary Clinton, que disputa as primárias democráticas com Sanders, não ter se pronunciado a respeito da situação brasileira e permanecer amiga de Henry Kissinger, responsável pela política externa dos Estados Unidos nos anos 1960-1970.

“Como toda mulher, seja ela cubana, nicaraguense ou brasileira, merecemos ser vistas e consideradas pelos fazedores da política internacional. Acredito que nenhuma mulher que apoie as lutas pela igualdade de gênero deva votar em um candidato que fala a favor dos direitos das mulheres norte-americanas, enquanto se alinha a forças conservadoras que rasgarão os direitos humanos de 100 milhões de mulheres. Não posso apoiar a Senadora Clinton”, diz a carta.

Veja as declarações de Sanders (em inglês):

Opera Mundi

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*