Home / Economia / Joseph Stiglitz: O problema-chave é o acesso ao crédito para pequenas e médias empresas, a economia real
Joseph Stiglitz: O problema-chave é o acesso ao crédito para pequenas e médias empresas, a economia real

Joseph Stiglitz: O problema-chave é o acesso ao crédito para pequenas e médias empresas, a economia real

O prêmio Nobel Joseph Stiglitz disse que as políticas monetárias agravaram a desigualdade e precisam ser redirecionadas para usar melhor o fluxo de dinheiro para as economias e ajudar pequenas e médias empresas.

Em entrevista à Bloomberg Television, na terça-feira, com Francine Lacqua e Michael McKee, em Nova York, ele disse que políticas como a flexibilização quantitativa eram uma “versão do efeito cascata na economia” e que o subsequente aumento nos preços dos ativos afetava apenas a camada mais rica da sociedade.

“O problema-chave é o acesso ao crédito para pequenas e médias empresas, é colocar esse fluxo de dinheiro na economia real”, disse Stiglitz. É “bom ter uma bolha no mercado de ações se você possui muitas ações. Mas se você faz parte da camada inferior de 80% dos EUA, você possui poucas ações e pode se sentir ligeiramente bem com a alta das ações. Mas sejamos claros, a maioria esmagadora do nosso mercado de ações pertence ao 1% mais rico”.

Os comentários de Stiglitz surgem em um momento em que alguns bancos centrais do mundo são obrigados a aprofundar suas ferramentas de política monetária para ajudar a respaldar as economias. Enquanto os bancos centrais têm dificuldades para encontrar uma saída para o mal-estar econômico, há quem tenha levantado até mesmo a ideia de aplicar o chamado dinheiro do helicóptero, que consiste em levar o dinheiro de forma direta aos consumidores.

O professor da Universidade de Columbia, que disse que o Federal Reserve é capaz de tomar mais medidas para “canalizar” o dinheiro para as pequenas empresas e para a economia, também criticou os juros negativos, em parte devido ao possível impacto sobre o crédito.

“O perigo das taxas de juros negativas – se você não as gerencia extraordinariamente bem; alguns países estão fazendo isso razoavelmente bem, outros não – é que na prática elas enfraquecem o sistema bancário”, disse ele. “Se elas enfraquecem o sistema bancário, os bancos oferecem menos crédito. Embora possam gerar algum efeito nos mercados financeiros, quando diz respeito àquilo que realmente deveria nos preocupar, que é o fluxo de crédito para as empresas, os juros negativos não funcionam”.

(Por Fergal O’Brien e Catherine Bosley)

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*