Home / Brasil / As algemas para os golpistas e o partido da escola sem partido

As algemas para os golpistas e o partido da escola sem partido

Como disse o ministro da Justiça Saulo Ramos, no governo do presidente José Sarney no final dos anos 1980, quando Pedro Parente, atual presidente da Petrobras do governo golpista, os responsáveis pelo ajuste neoliberal da economia merecem algemas. Os golpistas voltam com o mesmo programa dos governos de direita, com seu programa de transferência de renda dos pobres para os ricos, dentro daquela lógica de gerir o país de acordo com os interesses do mundo das finanças. E isso inclui cortes orçamentários e nos direitos dos trabalhadores. Tudo isso com uma violenta campanha para manter o povo distante da realidade do país, da qual o partido da escola sem partido é a expressão mais exata.

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*