Home / Brasil / Pregação de evangélico da Operação Lava Jato serve de referência para palavrões contra Lula e Dilma

Pregação de evangélico da Operação Lava Jato serve de referência para palavrões contra Lula e Dilma

Matéria do jornal português “Público” mostra como o poder se agigantou nas mãos de uma pessoa má – como dizia Rui Barbosa -, o juiz Sergio Moro. E mostra a hipocrisia do seu braço direito, o procurador e chefe da força-tarefa, Deltan Dallagnol. Diz que ele busca “as luzes da ribalta” com seu projeto com as dez medidas contra a corrupção, abraçado pelos golpistas como peça de propaganda da sua dupla moral (uma pública e outra privada), e que se trata de um evangélico fanático. Uma descrição perfeita. Deltan Dallagnol gosta de fazer comício como pregação religiosa e serve de inspiração para os boca-sujas que decompõem (nos dois sentidos do termo) suas palavras para transformá-las em palavrões. Um comportamento típico dessa hipocrisia religiosa que se espalhou entre os apoiadores da Operação Lava Jato. Veja comentário:

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*