Home / Mulheres / Os “defeitos” da mulher não são defeitos

Os “defeitos” da mulher não são defeitos

Por Osvaldo Bertolino

Homem que gosta de mulher não liga para estria, celulite, rugas. Esse olhar crítico não é, definitivamente, critério para se optar por estar com alguém. O charme, a simpatia e a reciprocidade são muito mais importantes. Honestamente, prefiro uma mulher com os “defeitos” da ditadura da estética a uma lisinha, mas artificial, arrogante e fria. Para mim, tudo começa com o charme. Dele vem a simpatia. E dela vem o sexy appeal, o lado sexy da mulher. Essa é a síntese que interessa, a essência que a faz ser gostosa.

Não existe fórmula ou receita, mas alguns pressupostos são fundamentais. Para ser sexy, a mulher tem de ser serena, educada, discreta, comedida. Nada de sair por aí toda esvoaçante, com tagarelices desmedidas, gestos espalhafatosos e nariz empinado. Para mim, essas atitudes quebram o encanto, por mais linda que ela seja. Já uma que pode até não ser nenhuma Marta Rocha e que sabe valorizar seu charme e simpatia, se torna a coisa mais gostosa do mundo.

Óbvio que cada uma tem o seu jeito, suas características próprias, seu estilo. Mas ser uma pessoa “do bem” é algo que se aprende exercitando. Antes de gritar, pense. Antes de agredir, raciocine. Antes de revidar, avalie. Simples assim. Antes de querer se aparecer, faça por onde ser notada. Faça a hora, não espere acontecer, como na música. Estude, capriche no visual, respeite seus interlocutores — seja ele ou ela quem for. Não emita opinião arrogante sobre o que não sabe, não seja uma Maria vai com as outras. 

Não seja muito menos uma Maria vai com os outros. Esses são terríveis. Os homens em geral não valorizam a mulher que descrevo como perfeita porque eles não têm competência para chegar aos seus pés. Impregnados de machismo, prefere a mulher vulgar, que julgam fácil. Não à toa os prostíbulos vivem lotados. É a ideia de que estão diante de um objeto feito pela natureza — ou sabe-se lá mais por quem, porque existe toda uma tradição da humanidade de demonizar a mulher — apenas para satisfazer instintos masculinos. E o que é pior: muitas mulheres aceitam esse papel.

Óbvio que falo perfeita querendo dizer que os defeitos fazem parte da perfeição. Ninguém é perfeito, muito menos de perto. Mas são os “defeitos” os pontos que menos deveriam interessar aos homens. A gostosura de uma mulher vem da sua alma. Eu não resisto a um sorriso largo e honesto, a um abraço apertado e sincero, a um beijo safado e desejado. Essa é a mulher perfeita. E conquistá-la é a coisa mais deliciosa do mundo. Porque se ela for conquista é porque me conquistou.

Sobre outrolado

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*