Espírito de Armando Falcão paira sobre a revista CartaCapital

Por Osvaldo Bertolino

Formalizei o pedido de resposta ao uso indevido do meu nome na farsa do jornalista Lucas Figueiredo publicada pela revista CartaCapital durante a polêmica sobre o suposto diário de Maurício Grabois. Prevaleceu o espírito de Armando Falcão — o porta-voz da linha-dura nos tempos da censura da ditadura que tinha “nada a declarar” como expressão predileta —  possivelmente encarnado no redator-chefe da revista, Sérgio Lírio.

Leia também:

Maurício Grabois: nem Deus, nem Diabo (aqui)

Maurício Grabois: resposta de jornalista da CartaCapital tem pernas curtas (aqui)

Maurício Grabois e os devaneios de um jornalista da CartaCapital (aqui)

Além da adulteração do meu texto pelo jornalista, a revista publicou que ele estava respondendo a um “funcionário da Fundação Maurício Grabois” (não o jornalista), ignorando que escrevi como pessoa física, no meu blog particular. O Portal Vermelho e o Blog Luis Nassif Online reproduziram meu texto — o segundo a meu pedido — e indicaram devidamente a fonte.

O redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio, respondeu ao meu pedido de resposta em tom agressivo e fez duas ameaças: que poderia ignorar meu pleito ou publicar o texto que enviei com respostas do Lucas Figueiredo e dele próprio. Cumpriu a primeira. Disse, cinicamente, que “Lucas Figueiredo apenas respondeu a um texto seu (meu)”. “Portanto, cabia a ele um ‘direito de resposta’, delirou, sem considerar que a revista não publicou nenhuma palavra dos meus vários pedidos.

Mais adiante, CartaCapital publicou um texto do presidente da Fundação Maurício Grabois, Adalberto Monteiro (clique aqui), com link no rodapé para a falsificação do Lucas Figueiredo.


A revista CartaCapital não cumpriu a obrigação básica do jornalismo, que é ouvir as partes envolvidas no assunto abordado. Publicou a resposta enviesada de Lucas Figueiredo — a primeira — ao meu texto de críticas à matéria sobre o diário de Maurício Grabois, sem dar ciência aos seus leitores da minha opinião, apesar dos meus reiterados pedidos.
“O diário do Araguaia: Lucas Figueiredo responde a Osvaldo Bertolino”, diz o título da matéria. O sub-título diz: “Autor da reportagem rebate as críticas de funcionário (sic) da Fundação Maurício Grabois”.
Não escrevi como “funcionário” da Fundação Maurício Grabois. É mais uma tentativa grotesca de institucionalizar uma opinião pessoal, sabe-se lá por qual motivo. Arrastar a entidade em que trabalho —Lucas Figueiredo tentou envolver o PCdoB, ao transferir minha opinião para aquele partido — não é uma atitude que pode ser descrita como ética.
Repito: escrevi em tom pessoal, com informações pessoais. Quem reproduziu o texto — o Portal Vermelho, o Luis Nassif Online (este a meu pedido) e o Centro de Documentação e Memória (CDM da Fundação Maurício Grabois) — o fez citando devidamente a fonte.
CartaCapital tinha a obrigação de publicar minha versão e citar corretamente a fonte. Espero que ainda faça isso, pois tenho por ela o maior respeito e carinho.
Seria bom que os que discordam dessa pisada na bola de CartaCapital a pressionasse para que publique o que já deveria estar publicado.
Reiterei o pedido ao editor, Celso Marcondes, nestes termos:
CartaCapital comete uma falha ao publicar a resposta de Lucas Figueiredo sem verificar a origem da polêmica. Enviei o texto original — não este que o jornalista cita, que é uma reprodução — para o editor Celso Marcondes e para o “Fale Conosco”. Está em www.outroladodanotícia.com.br. Depois, escrevi mais um, apontando falhas grotescas na resposta de Lucas Figueiredo
Creio ser dever de CartaCapital mostrar os fatos como eles são. Reitero o pedido de publicação do original do primeiro texto e acrescento a solicitação da publicação do meu segundo comentário, como fez Lucas Figueiredo em seu blog. Envio aqui: http://outroladodanoticia.com.br/2017/12/18/mauricio-grabois-resposta-de-jornalista-da-cartacapital-tem-pernas-curtas
Desde já, grato pela atenção.

CartaCapital comete uma falha ao publicar a resposta de Lucas Figueiredo sem verificar a origem da polêmica. Enviei o texto o texto original — não este que o jornalista cita, que é uma reprodução — para o editor Celso Marcondes e para o “Fale Conosco”. Está em www.outroladodanotícia.com.br. Depois, escrevi mais um, apontando falhas grotescas na resposta de Lucas Figueiredo.

Creio ser dever de CartaCapital mostrar os fatos como eles são. Reitero o pedido de publicação do original do primeiro texto e acrescento a solicitação da publicação do meu segundo comentário, como fez Lucas Figueiredo em seu blog. Envio aqui: http://outroladodanoticia.com.br/2017/12/18/mauricio-grabois-resposta-de-jornalista-da-cartacapital-tem-pernas-curtas/

Desde já, grato pela atenção.


Celso:
Fiz um texto sobre a matéria do Lucas Figueiredo, que está na capa da edição atual.
Solicito a gentileza de, se possível, publicá-lo.
Abraço e grato pela atenção.
Mauricio Grabois e os devaneios de um jornalista
___________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *